Expectativa a todo vapor

Expectativa a todo vapor

Após passar pela pior crise, indústria gráfica se recupera

A pandemia desencadeou uma crise econômica que afetou vários setores, inclusive, a indústria gráfica. De acordo com a Associação Brasileira da Indústria Gráfica (Abigraf), somente 13% das empresas do setor mantiveram normalmente a produção. Além disso, a demanda pelos serviços gráficos caiu em mais de 91% das companhias.

Por outro lado, a boa notícia é que os empresários da área estão se reerguendo. “Foi preciso refazer nosso planejamento, investir no marketing digital, criar novas técnicas e produtos para atrair clientes, além de investir em maquinário para aumentar a qualidade do nosso trabalho”, conta Ronymarco Lemos, proprietário da Koloro Indústria Gráfica, em Belo Horizonte.

Além de uma boa gestão e da busca por soluções, também houve a necessidade de inovação no ambiente gráfico, “Era um ponto que já estávamos começando a trabalhar ao longo dos últimos anos e que se tornou fator decisivo para sobrevivência na retomada econômica”, afirma Lemos.

Geração de emprego

Durante o período das festas de fim de ano, foi preciso aumentar a mão de obra. “Desde outubro, a demanda por brindes, sacolas e caixas aumentaram, logo também precisamos de mais pessoas para atender aos pedidos e entregar a tempo. Aumentamos o nosso quadro de funcionários em 10%”, explica o empresário.

Com boas expectativas para 2022, Ronymarco manteve os funcionários contratados no final do ano, para atender a demanda prevista.  “Os pedidos para depois das festas também aumentaram as demandas, logo foi preciso efetivar os funcionários contratados  no último trimestre de 2021. Agora, todos estão com emprego fixo e devidamente registrados”, comemora.

O empresário  ainda acredita que em 2022, os números serão ainda melhores. “Além de gerar emprego,  ajudamos a movimentar a economia. O faturamento da empresa foi 30% maior no último trimestre e pode crescer ainda mais durante este novo ano”, finaliza.

Fonte: Ronymarco Lemos, empresário e proprietário da Koloro Indústria Gráfica, em Belo Horizonte (@koloroindustriagrafica).

Redacao

Apaixonado pela área acadêmica, Felipe de Jesus | Editor e Administrativo é Jornalista (Faculdade Estácio de Sá - BH/MG), Publicitário (Instituto Politécnico-SP), Teólogo (Faculdade ESABI), Sociólogo (Faculdade Polis das Artes), Economista (Universidade São Paulo), Advogado (FACSAL/Universidade Brasil-S.A) e Perito Judicial - (Faculdade Beta). Tem Mestrado em Comunicação Social: Jornalismo e Ciências da Informação (UEMC) e atualmente cursa Engenharia de Telecom (Tec.)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *