A teoria do alívio, uma reflexão urgente sobre evolução e fraquezas humanas

A teoria do alívio, uma reflexão urgente sobre evolução e fraquezas humanas

Quanto o consumismo desenfreado vivenciado pela sociedade contemporânea é simplesmente produto de forças que não controlamos? Buscamos sempre alívio de algo que nos aflige e agimos para encontrarmos soluções para o que encaramos como problemas ou desejos? Estas são perguntas de base do livro A teoria do alívio: Como um objetivo positivo pode gerar imensas reações perigosas (Autografia), de Octavio Pires, administrador de empresas e especialista em café, cujo desejo é, através da escrita, fazer as pessoas refletirem e evoluírem.
O livro explora fraquezas humanas e experiências paranormais através de uma ficção. Nela, um arquiteto, cansado de sua rotina, inaugura um canal no YouTube. O objetivo dele: criar mais consciência em torno do consumo desenfreado. Mas ele usa uma teoria polêmica que irá incomodar muita gente.

 

O autor mostra que há sempre uma força maior e uma menor, gerando tudo o que o leitor chama de vida, fluindo, do maior para o menor, e resultando em alívio. Isso se dá em todos os reinos (animal, vegetal, mineral) e em todo o universo. “Isso também é o cerne do marketing e das técnicas de geração de demanda para o que a humanidade resolveu chamar de problemas”, diz.

A teoria do alívio: Como um objetivo positivo pode gerar imensas reações perigosas viaja também pela essência humana, na simplicidade do aprendiz que quer mudar o mundo. Seria o personagem Otto um ser especial que precisa ser eliminado por forças dominantes ou apenas um bruxo reprimido que gostaria de ter tido outra vida?

A teoria do alívio: Como um objetivo positivo pode gerar imensas reações perigosas

Autor: Octavio Pires
Editora Autografia
Formato: 14x21cm
Páginas: 130
Preço: R$ 40,90
Preço e-book: R$24,90

 

SOBRE O AUTOR:

Octavio Pires é administrador de empresas e especialista em café. Suas atividades no setor do agronegócio o levaram a viajar por muitos países, sendo seu legado o fato de mudar vidas ao longo de sua jornada, sempre através do aprendizado e desenvolvimento mútuo, no plano pessoal e profissional. Escrever é um projeto antigo e sempre com o intuito de fazer as pessoas refletirem e evoluírem. Em suas palavras:

 

“Escrever é o ato solitário mais emocionante que um aprendiz possa experimentar. Sou um aprendiz da alma, uma testemunha de vidas.”

 

“Aqui, diante de uma imensa página em branco, eu sou uma alma apaixonada pela escrita.”

 

“Defino arte como tudo que nos desestabiliza emocionalmente e nos toca, mudando um pouco aquilo éramos, segundos antes… Espero, com minhas linhas, te tocar.”

Redacao

Apaixonado pela área acadêmica, Felipe de Jesus | Editor e Administrativo é Jornalista (Faculdade Estácio de Sá - BH/MG), Publicitário (Instituto Politécnico-SP), Teólogo (Faculdade ESABI), Sociólogo (Faculdade Polis das Artes), Economista (Universidade São Paulo), Advogado (FACSAL/Universidade Brasil-S.A) e Perito Judicial - (Faculdade Beta). Tem Mestrado em Comunicação Social: Jornalismo e Ciências da Informação (UEMC) e atualmente cursa Engenharia de Telecom (Tec.)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *