Expedição Fartura visitou cidades do Ceará e lança websérie com as descobertas

Expedição Fartura visitou cidades do Ceará e lança websérie com as descobertas

Fartura – Expedição Ceará – Foto Carolina Daher.

Lançamento da série acontece no dia 30/11 no
canal de Youtube do Fartura

Desbravar o território brasileiro e a riqueza gastronômica do Brasil está entre os objetivos do projeto Fartura – Gastronomia do Brasil. Por isso, foi realizada nova edição da Expedição Fartura, em que uma equipe de especialistas busca novos sabores e histórias sobre a tradição alimentar do país. Dessa vez, a viagem foi em parceria com o Senac e o destino foi o Ceará. A partir das curiosidades descobertas e das imagens captadas, o Fartura lança nova websérie em seu canal de YouTube. Serão quatro episódios em sequência, com as temáticas “Café”, “Festa da Renovação”, “Queijo” e “Cogumelos”.

Comandando a Expedição Fartura Senac Ceará estiveram a jornalista e crítica gastronômica Carolina Daher, curadora do projeto em Minas Gerais, e os chefs João Lima e Ivan Prado. “O Ceará é uma surpresa, porque as pessoas estão acostumadas a ver apenas a riqueza do litoral – um dos mais bonitos do Brasil! Mas o sertão, a serra e a chapada são muito particulares. Conhecer uma fazenda centenária, em Mulungu, que produz café sombreado por causa de uma luta familiar, foi uma aula de como é preciso entender a terra e suas necessidades. De como a sabedoria do povo que vive naquele lugar vale mais que qualquer estudo distante. O Cariri, terra de Padre Cícero, com suas celebrações de fé também é um programa imperdível”, compartilha, Carolina Daher.

Dentre os lugares em que a Expedição marcou presença está o Maciço de Baturité. Com 863 metros de altitude e 118 quilômetros de Fortaleza, a equipe foi especificamente a Mulungu, um dos 13 municípios que compõem o a região do Maciço, mais especificamente no Sítio São Roque. Com mais de 100 anos de história, a família Farias planta café desde 1918. Apesar da região ter sido uma grande produtora até a década de 1970, hoje são poucos cafeicultores e o público poderá saber mais dessa produção com a Série.

Outro ponto de parada foi Guaramiranga, onde Egliberto Vasconcelos cultiva cogumelos. Em suas estufas crescem shimeji branco e salmão e em breve outras espécies serão produzidas, como shitake e erynguii. A Expedição também passou pela Fazenda Barrocas, que existe desde 1969, localizada no sertão central do Ceará, logo depois de Quixeramobim. Ali, a comitiva conferiu como é a produção de queijo no sertão.

Ao longo da viagem, a equipe acompanhou a Festa da Renovação do Sagrado Coração de Jesus, no Cariri, uma manifestação cultural, espiritual e gastronômica muito forte na região da Chapada do Araripe. De acordo com a tradição, quando um casal resolve se casar, amigos, familiares e vizinhos se reúnem para ajudar na construção da casa. O primeiro cômodo construído é a sala principal, dedicada ao Sagrado. A partir daí, todos os anos, na mesma data, acontece a Renovação.

Em cada lugar cearense em que a Expedição parou, além de muitas histórias, personagens, conhecimento e reconhecimento da cultura local, também houve a apreciação de sabores e ingredientes da região, com receitas únicas que serão compartilhadas pelo Fartura.

“Subimos e descemos a serra, nos encantamos com o gigantismo da chapada e com a cultura de um povo resiliente, que reza por chuva e não perde a esperança jamais”, ressalta Carolina Daher sobre a experiência.

 

SOBRE A PLATAFORMA FARTURA – GASTRONOMIA DO BRASIL

A Plataforma Fartura – Gastronomia do Brasil tem o objetivo de mapear o caminho do ingrediente, da sua origem até o prato, a fim de disponibilizar conhecimento ao público – em forma de conteúdo e experiência – e criar conexões entre os integrantes dessa cadeia. A Plataforma Fartura consiste em:

Expedições Fartura: viagens que já percorreram mais de 97,3 mil km em todo o território nacional levantando as histórias, personagens, ingredientes e receitas. Foram 281 cidades visitadas e cerca de 660 fontes entrevistadas.

Conteúdo gastronômico: o conhecimento é disponibilizado no site e redes sociais, premiados vídeos e livros, programas de rádio e em projetos customizados.

Festivais Fartura: a celebração do projeto são os festivais, nos quais há o encontro entre produtores, chefs e estudiosos da gastronomia com o público. Os eventos acontecem em nove cidades: Belém, Brasília, Porto Alegre, São Paulo, Tiradentes, Belo Horizonte, Conceição do Mato Dentro, Fortaleza e Lisboa. Até 2019, os festivais receberam mais de 850 mil pessoas em seus eventos físicos, que se deliciaram com os mais de 2 milhões de pratos servidos. Além disso, foram 3.300 atividades gastronômicas e 1.265 apresentações culturais. Em 2020, aconteceram três eventos on-line: o Fartura Digital Belo Horizonte, com uma audiência de 7 milhões de pessoas; o Festival Cultura e Gastronomia PRÓ-Tiradentes, com audiência de mais de 6 milhões de pessoas e o Festival Fartura Du Brasil, simultâneo em São Paulo, Fortaleza, Porto Alegre, Belém, Belo Horizonte e Brasília, com uma audiência de 9 milhões de pessoas. Em 2021 o festival passou a ser híbrido, levando 20 mil pessoas para Tiradentes na 24ª edição do Festival Cultura e Gastronomia de Tiradentes. O sucesso foi tanto que em seguida a plataforma realizou o único evento gastronômico simultâneo em todas as regiões do Brasil, com uma vasta programação on-line e ações físicas em seis capitais: Belo Horizonte, Belém, Brasília, Fortaleza, Porto Alegre e São Paulo. O evento contou com 40 jantares presenciais nessas cidades e a participação de mais de 120 chefs.

Mais informações:

https://www.farturabrasil.com.br/

https://www.instagram.com/farturabrasil/

Redacao

Apaixonado pela área acadêmica, Felipe de Jesus | Editor e Administrativo é Jornalista (Faculdade Estácio de Sá - BH/MG), Publicitário (Instituto Politécnico-SP), Teólogo (Faculdade ESABI), Sociólogo (Faculdade Polis das Artes), Economista (Universidade São Paulo), Advogado (FACSAL/Universidade Brasil-S.A) e Perito Judicial - (Faculdade Beta). Tem Mestrado em Comunicação Social: Jornalismo e Ciências da Informação (UEMC) e atualmente cursa Engenharia de Telecom (Tec.)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *