Especialista indica o momento certo para optar por uma Previdência Privada

Aprovada no segundo semestre de 2019, a Reforma da Previdência é algo que ainda divide muitas opiniões. A medida, que surgiu como uma proposta para estabilizar a economia brasileira, causou controvérsias principalmente por pontos cruciais, como a idade mínima para se aposentar. Como consequência, alguns hábitos da população estão mudando, como o aumento da procura pela Previdência Privada.

Pesquisa realizada pelo Ibope Inteligência indica que cerca de 33% dos brasileiros afirmam ter mudado seus hábitos de poupança após a aprovação da reforma. Enquanto isso, de acordo com a Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (FenaPrevi), o número de clientes de seguradoras e entidades de previdência complementar aumentou, no segundo semestre de 2019, mais de 2%, em relação ao mesmo período de  2018. Para a consultora em Planejamento Financeiro e especialista em Previdência Privada e Seguro de Vida, Maria Inês Prazeres, esse dado é apenas um reflexo do que se tornou uma das principais preocupações da população nacional.

A especialista indica que, cada vez mais, os cidadãos brasileiros se preocupam em organizar um futuro seguro e com menos imprevistos possíveis. “Com a instabilidade econômica, muita gente tem medo de não conseguir se aposentar em tempo hábil. Por isso, a Previdência Privada está fazendo tanto sucesso. E não é para menos, já que esse é o melhor método para garantir todos os benefícios quando necessário”.

Por que fazer uma Previdência Privada?

Além de garantir uma vida segura após a aposentadoria, a Previdência Privada também alia diversos benefícios adicionais. “Esse é um produto indicado para todos, independente da ocupação profissional, faixa-etária, etc. E, ao contrário do muitos pensam, não é apenas um dinheiro que você vai utilizar no fim da vida. É um investimento. Portanto, ele vai rendendo ao longo dos anos e, caso seja necessário, é possível contar com esse lucro para adversidades, ou simplesmente para quando quiser utilizá-lo para viajar ou com outra finalidade pessoal, por exemplo”, indicou.

Maria Inês destaca que, para não ter prejuízos ou insatisfação, o ideal é procurar um especialista para auxiliar na escolha do melhor tipo de previdência. “Existem diferentes perfis e finalidades. Sempre analisamos todos os aspectos da vida do cliente para entender e indicar o melhor plano”.

Fonte: Maria Inês Prazeres, co-fundadora da Infovida e idealizadora do Encontro Elas por Elas, Especialista em Previdência Privada e Seguro de Vida e Consultora em Planejamento Financeiro Pessoal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui